HOME*Seja Bem Vindo(a), Boa Tarde!
Hoje é Domingo, 18 de Abril de 2021 *
Criadouro Kakapo

A Importância da Luz na Reprodução

 Stella Mariz Benez
São José dos Campos - Brasil
Revista 3C 2006
Arquivo editado 18/12/2006

         No ano de 1997 sentimos na pele, e nas criações, os efeitos do fenômeno "El Nino". Foi uma época reprodutiva com muitas chuvas. Avaliamos a umidade naquela época e verificamos que teríamos poucos problemas com relação à sua falta. Porém, com as chuvas, tivemos variações drásticas da luminosidade, tanto no mesmo período de um dia, como a totalidade de variações mensais. Além disso, não podemos esquecer do horário de verão, pois as aves não o seguem, e sim vivem em função do período de luz. Sabemos também que qualquer alteração do clima ou alterações ambientais poderão causar desconforto às aves e reduzir a fertilidade.

Todos estes fatores ambientais influem nas aves por meio de estímulos luminosos captados pêlos olhos delas. A retina é a região do olho sensível à luz. Ela se encontra na parte posterior interna do olho. A retina está composta por células denominadas bastonetes e cones, que captam a luz e por excitações nervosas estimulam o hipotálamo. O hipotálamo é um campo central do cérebro dos animais e é responsável, entre outras tantas funções, pela liberação dos hormônios reprodutivos.

Os bastonetes e os cones têm a rodopsina como substância química. Quando a energia luminosa é absorvida pela  rodopsina, esta é transformada em retineno. O retineno é formado a partir da vitamina A, que fica normalmente livre na retina (sua deficiência causa cegueira noturna nas aves; observe a seguir o processo da visão).

Quando a retina se mantém exposta à luminosidade forte por períodos longos, a maior parte da rodopsina é transformada em retineno e vitamina A, e o olho estará pouco sensível à luz e assim não estimulará por sua vez o hipotálamo a produzir hormônios da reprodução. Quando há escuro total, este processo se reverte em rodopsina, fazendo com que a menor quantidade de luz estimule os bastonetes, e assim possa levar este estímulo até ao hipotálamo.

O conhecimento destes processos fisiológicos fizeram com que programas de luz para a época de reprodução fossem desenvolvidos.

Em casos de dias curtos, ou quando a iluminação natural está reduzida, poderemos utilizar a iluminação artificial para supri-la. Poderemos demonstrar duas formas de se obter bons resultados com a iluminação artificial em criação de aves. Tais técnicas desenvolvidas para avicultura poderão ser adaptadas para outras criações. Isto digo, por experiência própria na orientação de  criações.

As duas formas de atuarmos seriam:

(1) Prolongar o dia para 14 horas de luz, principalmente pela manhã. Aumentamos 30 minutos o período de luz a mais a cada 3 dias. Podendo acender a luz às 5:30 ou 6:00h.

(2) Interromper a noite com aproximadamente 1 h de luz. Podemos reduzir a noite deixando a luz acesa 1 hora a mais que o pôr-do-sol.

A intensidade de luz oferecida deve ser de duas lâmpadas. A iluminação contínua por 24 horas ou a iluminação da rua que entra à noite pelas janelas e portas de vidro não é recomendada. Isto influi na qualidade da casca dos ovos, botando mais ovos de casca fina, e depois de um longo tempo
neste processo luminoso excessivo (2 meses para galinhas), a produção de ovos tende a diminuir drasticamente. Com relação aos machos podemos ter a indução de muda e diminuição da produção de sémen por iluminação excessiva.

Com relação aos machos, sua resposta fisiológica à luz é a mesma que ocorre nas fêmeas. Os machos galos respondem mais lentamente que as galinhas; em perus o esquema de luz é antecipado 2 a 3 semanas para os machos.

Como a resposta das aves à luz depende de um pré condicionamento, quando se tem tempo e programação para a época reprodutiva, podemos usar de estratégia. O escuro poderá ser utilizado para recuperarmos aves, tanto machos quanto fêmeas, que saíram da reprodução. Este período deve ser contínuo por 3 a 4 semanas, assim responderão ao estímulo posterior de luz. Para fazer tais técnicas o criador deve projetar um local próprio, separado do criatório principal.

Na verdade o ideal é programar alimentação e iluminação em um projeto realizado já na fase de muda de penas. Na fase de muda precisamos fornecer relações mais altas de proteína e energia, e 8 horas de luz. Na manutenção
daremos níveis de 12% de proteína e 8 horas de luz. E na época reprodutiva aumentaremos a proteína e o período de luz de forma gradativa e correra. Assim poderemos estimular a reprodução de forma homogênea.

A iluminação pode ser natural, artificial ou mista. Ela é medida em lúmens. Dois lúmens por pé quadrado de piso equivalem a uma vela, ou seja, 1 metro quadrado corresponde a 5 velas. A luz do sol que penetra no criatório
tem intensidade de 10.000 velas. É indiferente a luz por lâmpada incandescente, fluorescente ou sol. Podemos economizar energia com uso de refletores, paredes e forros brancos e altura dos focos luminosos.

Com relação à cor das lâmpadas, em experimentos em aves de produção verificou-se que a luz verde melhora o consumo, comparada à branca e vermelha. Já com a luz azul as aves não consumiram. A luz verde e amarela proporcionam melhor crescimento, porém a luz verde estimula a postura. Uma intensidade menor que 5 luxes diminui a produção de ovos, sendo que 1 lux é a superfície de 1 m iluminada por um fluxo de um lúmen.

Voltar Página dos Artigos

Voltar Página Menu Artigos Manejo e Seleção

Voltar Página Inicial

Este artigo foi vizualizado 7572 vezes! - Desde 09/04/2008.



Anuncie ....

Clique no logo Azul e anuncie aqui. 7 dias por semana 24 horas por dia.

Anuncie Aqui....
Sitio do Criadouro Kakapo


Software SISCOCAN ***....

Adquira já o seu

Anuncie ....
MC Agropecuaria....

ACPSSC....

width 140 pixels X height 70 pixels, saiba como anunciar aqui

ANUNCIE SEU CRIADOURO OU SUA EMPRESA AQUI
Software SISCOCAN ***....

Adquira já o seu



Clique na Estrela Acima e adicione o Site Criadouro Kakapo aos favoritos!.

Veja Aqui As Enquetes Encerradas


Voce usa Farinhada?
Farinhada Caseira
Farinhada Comercial
Votar
resultado parcial...


Qual Mutação Prefere
Acetinado
Cobalto
Eumo
Feo
Jaspe
Onix
Opal
Pastel
Topazio
Outras
Votar
resultado parcial...


De uma nota para o site
Nota 1
Nota 2
Nota 3
Nota 4
Nota 5
Nota 6
Nota 7
Nota 8
Nota 9
Nota 10
Votar
resultado parcial...

Como nos Encontrou?
Amigos (indicação)
Já conhecia o site
OutDoor
Por E-Mail
Publicidade do Criadouro
Revistas Ornitológicas
Site de Busca
Outros
Votar
resultado parcial...

Página Atualizada . 

Contadores Iniciado em
07 Jan 2011.
 


Firefox

GERAL
CANÁRIOS GERAL
CANÁRIO DE COR
CANÁRIO DE PORTE
CANÁRIO DE CANTO
LEGISLAÇÃO
PARTICIPE
INFORMAÇÃO
SERVIÇOS
IMAGEM E FOTOS
LITERATURA
LINKS
FAQ´S
FALE CONOSCO
DOWNLOAD
DIVERSOS