HOME*Seja Bem Vindo(a), Bom Dia!
Hoje é Quinta-Feira, 29 de Junho de 2017 *
Criadouro Kakapo

ENQUANTO O VETERINÁRIO NÃO CHEGA  


MOSAR LEMOS
REVISTA Centro Paulista Criadores Canários Frisados 1998
Arquivo Editado em 28 Jan 2011

Criadores e proprietários de aves. vez ou outra deparam-se com o problema de aves enfermas.
O mesmo ocorre com pessoas que encontram aves caídas dos ninhos ou acidentadas nas ruas, praças e jardins.
O que fazer enquanto procuram o auxilio de um médico veterinário especializado?
O primeiro passo é proporcionar à ave um ambiente calmo sem a presença de cães ou gatos. isolando-a de outras aves, não só pelo bem-estar da ave enferma, como também pelo perigo que pode representar uma ave portadora de moléstia infecto­contagiosa para as demais aves presentes no recinto.
Providenciar para que a temperatura do ambiente esteja em torno de 29,5 a 32,10, para que não haja correntes de vento e para que a luz seja suave.
Retirar poleiros e colocar as vasilhas de água e comida no fundo da gaiola, sem tentar forçar a ave a alimentar-se ou beber água.
Colocar uma folha de papel branco no fundo da gaiola para que se possa observar a cor e a consistência das fezes. pois estes dados serão importantes para que o médico veterinário possa avaliar o envolvimento do trato gastro-intestinal da ave.
Observar a respiração da ave, prestando atenção a espirros, roncos e silvos que possam indicar um comprometimento do aparelho respiratório.
Se a umidade do ar for baixa (época do ano muito seca) e os sinais de desconforto respiratório forem acentuados, providenciar nebulização com soro fisiológico durante cerca de 30 minutos (10ml de soro são suficientes), cobrindo a gaiola com plástico enquanto nebuliza a ave.
Os problemas respiratórios podem levar a ave a morte muito rapidamente.
Verificar as condições dos alimentos, pois podem estar alterados e serem os responsáveis peio problema da ave, nos casos de intoxicações alimentares. Retirar os alimentos suspeitos, porém não veterinário possa examiná-Ios.
A maioria das doenças que afetam os aparelhos respiratório e digestivo das aves, levam-nas a apresentarem posturas bastante semelhantes, sendo a apatia e a forma arredondada do corpo com as penas eriçadas, as alterações mais marcantes, sem entretanto serem indicativas desta ou daquela patologia.
No caso das fraturas deve-se evitar o manuseio. da ave, já que sendo organismos bastante delicados, a tentativa desajeitada de reduzir uma fratura, pode resultar em danos irreparáveis aos tecidos próximos aos ossos envolvidos.
O ideal é deixar a ave em repouso. na penumbra, longe de ruídos ou qualquer outro tipo de movimentação que possa assustá-Ia, até que seja providenciado o socorro adequado.
Alimento e água devem ser colocados no fundo da gaiola, para facilitar a ave enferma.
O uso de analgésicos deve ser visto com cuidado, pois eliminando-se a dor, induziremos a ave a movimentar-se, o que poderá agravar a situação.
Dados estatísticos revelam que 28% das fraturas nas aves são tratadas pela coaptação das partes fraturadas e imobilização do membro afetado; 28% dos casos só podem ser corrigidos cirurgicamente e os restantes 44% são insolúveis devido à extensão ou localização das fraturas, que inviabilizam qualquer tentativa de tratamento com êxito.
Fraturas nos dedos dos pés geralmente consolidam-se sem necessidades de intervenção, a não ser pelo uso de anti-inflamatórios, mas podem produzir alterações anatômicas, que dificultam a locomoção nos poleiros, além do aspecto estético, quando o exemplar destina-se a exposição.
A retenção de ovos é uma situação que também pode causa dissabores ao criador. Vários fatores podem estar envolvidos na patologia, dentre eles a deficiência de cálcio na alimentação, processos infecciosos afetando o útero, fêmea com idade avançada, falta de ninho apropriado para a espécie.
O criador deve separar a ave, isolando-a em um ambiente com temperatura amena, e massagear a região da cloaca com óleo mineral mamo, enquanto aguarda socorro.
Os acidentes em que ocorram laceração da pele ou músculos devem ser avaliados quanto à gravidade, pois às vezes é necessário pressionar o local do ferimento para conter a hemorragia. É fundamental lavar o ferimento com água e sabão e aplicar um anti­séptico. O médico veterinário irá avaliar a necessidade ou não de suturar o ferimento.
Em qualquer dos casos é importante que a pessoa não adote nenhuma medida que possa agravar a situação e colocar em risco a vida da ave. Bom senso e cabeça fria ajudam a avaliar e controlar o problema, enquanto o veterinário não chega.

Mosar Lemos é médico veterinário. Graduado pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e curso de Mestrado em Ornitopatologia nesta mesma instituição, Estagiou no Jardim Zoológico do Rio de Janeiro e no Instituto de Doenças de Aves Ludwig Maximilians da Universidade de Munique. Possui consultório em Niterói, RJ.
Extraído da Revista Pássaros


 

Voltar Página dos Artigos

Voltar Página Menu Artigos Outros

Voltar Página Inicial

Este artigo foi vizualizado 2296 vezes! - Desde 28/01/2011.



Anuncie ....

Clique no logo Azul e anuncie aqui. 7 dias por semana 24 horas por dia.

Anuncie Aqui....
Sitio do Criadouro Kakapo


Software SISCOCAN ***....

Adquira já o seu

Anuncie ....
MC Agropecuaria....

ACPSSC....

width 140 pixels X height 70 pixels, saiba como anunciar aqui

ANUNCIE SEU CRIADOURO OU SUA EMPRESA AQUI
Software SISCOCAN ***....

Adquira já o seu



Clique na Estrela Acima e adicione o Site Criadouro Kakapo aos favoritos!.

Veja Aqui As Enquetes Encerradas


Voce usa Farinhada?
Farinhada Caseira
Farinhada Comercial
Votar
resultado parcial...


Qual Mutação Prefere
Acetinado
Cobalto
Eumo
Feo
Jaspe
Onix
Opal
Pastel
Topazio
Outras
Votar
resultado parcial...


De uma nota para o site
Nota 1
Nota 2
Nota 3
Nota 4
Nota 5
Nota 6
Nota 7
Nota 8
Nota 9
Nota 10
Votar
resultado parcial...

Como nos Encontrou?
Amigos (indicação)
Já conhecia o site
OutDoor
Por E-Mail
Publicidade do Criadouro
Revistas Ornitológicas
Site de Busca
Outros
Votar
resultado parcial...

Página Atualizada . 

Contadores Iniciado em
07 Jan 2011.
 


Firefox

GERAL
CANÁRIOS GERAL
CANÁRIO DE COR
CANÁRIO DE PORTE
CANÁRIO DE CANTO
LEGISLAÇÃO
PARTICIPE
INFORMAÇÃO
SERVIÇOS
IMAGEM E FOTOS
LITERATURA
LINKS
FAQ´S
FALE CONOSCO
DOWNLOAD
DIVERSOS